September 29, 2014


Bonito é andar na rua de mãos dadas. Bonito é sentar no banco da pracinha e ver as crianças brincando, alegres, felizes! Bonito é ver o pôr do sol na beira da praia. Bonito é sorrir. Bonito é abraçar e se sentir abraçado. Bonito é ser beijado na testa. Bonito é amar e ser amado. Bonito é olhar pra cima e ver a Lua que mesmo com toda sua grandeza, dá lugar para as estrelas brilharem. Bonito é ser feliz. Bonito é ter fé na vida. Bonito é ter fé no Autor que te deu vida. Bonito é ver que há tantas coisas para ser feliz. Bonito é deixar a tristeza de lado e abrir um sorriso pra felicidade.

Baseada na Videira.    (via confortei)

(Source: baseada-na-videira, via irun-to-you)

5,091 notes
See Post

repeat from O amor é um rio eu reconheço

September 25, 2014


(Source: f-l-e-c-h-a-s, via p-a-r-a-n-0-i-d)

385,504 notes
See Post

repeat from

(Source: prometyda, via couple-platonic)

14,777 notes
See Post

repeat from Promise Me

September 24, 2014


Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim.

Charles Chaplin   (via morbidavel)

(Source: decifro, via morbidavel)

23,513 notes
See Post

repeat from entrelinha

Então diga que vai continuar nadando, diga que por mim você bebe uns goles d’águas que por ti eu beberei o oceano. Diga que não vai parar mesmo quando estiver em terra firme. Diga que por nós você aguenta um pouco mais, segura as pontas e vai nadando do seu jeito, do nosso jeito. Quando estiver cansado, roube um barco, uma canoa ou até mesmo um bote salva-vidas, mas que por nós você vai continuar. Não precisa prometer nada, só precisa continuar, mesmo quando a maré não estiver ao nosso favor, mesmo quando os ventos soprarem contra nós. Porque eu quero que o nosso “pra sempre” seja o mais verdadeiro, que todos os planos que fiz ao seu lado se realizem da forma mais linda possível e que todas as nossas brigas só nos fortaleçam. Por mais que me digam que é impossível nós dois, por mais que seja difícil, eu não desisto de você, então, por favor, não desiste de mim. Não abro mão de nós, da nossa história. Por isso tô aqui. E insisto: não desiste, seu lugar é ao meu lado.

Rememoráveis  (via morbidavel)

(Source: rememoraveis, via morbidavel)

255 notes
See Post

repeat from Rememoráveis

Eu quero ser menos, sempre quis ser menos, e francamente, quem diabos quer ser menos hoje em dia? Eu quero. Quero ser menos intenso, menos entregue, menos coração aberto, menos pés na lua, definitivamente eu preciso ser menos. Menos previsível, menos magoável, menos esquecível, menos tarde de domingo, menos banco de praça, menos avenida movimentada, menos tevê ligada no mudo, menos horas iguais, menos músicas e chuva no teto, menos café de padaria, menos rimas clichês, menos celular vibrando, menos idas e vindas, menos barco sem ancora, menos moinho de vento. Eu preciso ser menos. Menos preguiçoso, menos atrasado, menos encontros desmarcados, menos sem vontade, menos segunda de manhã, ah Zé eu preciso ser menos tanta coisa. Menos lembranças, menos histórias, menos filmes na globo, menos flor no pé da estrada, menos ilegível, menos quebrável, menos abandonável, menos partidas, menos visitas, menos ligações de quinta, menos cerveja quente, menos sono pesado, menos cabelo incorrigível. Ainda não vi alguém que queira ser menos Zé, mas eu quero. Menos “não entre”, menos amor, menos saudade, menos abismo, menos ressaca, menos recomeços, menos volta por cima, menos vida pós tempestade, menos um passo de cade vez.

Ciceero M. (via morbidavel)

(Source: effingos, via morbidavel)

2,174 notes
See Post

repeat from Caos Operatório.

(Source: vinstage, via couple-platonic)

41,557 notes
See Post

repeat from VINSTAGE'4u

(Source: alacanno, via p-a-r-a-n-0-i-d)

16,518 notes
See Post

repeat from Alacano

September 16, 2014


(Source: complexodenietzsche, via frasificou)

27,392 notes
See Post

repeat from próxima estação: armênia.

(Source: zoiodlula, via emanarei)

3,983 notes
See Post

repeat from Z Ó I O